sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Site da FM America 100.9

Site da FM America 100.9 
Parceria: Fundação Portal do Pantanal/Fm Amèrica/
Painel do Coronel Paim






MIDIA MAX NEWS



Clique :





EDSON PAIM NOTICIAS

Clique :





SITE DA TV PORTAL DO PANTANAL, NO AR! (MEIO AMBIENTE NOTÍCIAS)


CLIQUE:





Minha foto 


      
Clique no Link abaixo e acesse 

um ou mais dos 599 Blogs da 

Parceria: Fundação Portal do

Pantanal / Painel do Paim/FM 

América 100.9 Mhz

https://www.blogger.com/p

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Ministério da Saúde certifica entidade beneficente no Mato Grosso do Sul


Imagem: Google
Com a certificação do Ministério da Saúde, as entidades ganham isenção das contribuições sociais e podem celebrar, entre outras coisas, convênios com o poder público com menos burocracia
O Ministério da Saúde concedeu o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS), na área de saúde, a 43 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos distribuídos em 10 estados brasileiros no mês de agosto. Em Mato Grosso do Sul, o município de Fátima do Sul foi contemplado com a certificação para a Sociedade Integrada de Assistência Social de Fátima do Sul – Hospital da Sias. Entre junho e julho, foram 104 entidades beneficiadas em 13 estados do país. Com o certificado, as entidades ganham a isenção das contribuições sociais e podem celebrar, entre outras coisas, convênios com o setor público com menos burocracia.
Estas instituições cumpriram os requisitos necessários à certificação, oferecendo ao SUS pelo menos 60% de prestação dos serviços com base nas internações hospitalares e atendimento ambulatoriais, além do cumprimento de metas pré-estabelecidas que melhoram o atendimento à população. As portarias que concedem as certificações estão disponíveis no Diário Oficial da União (D.O.U).
A medida faz parte dos compromissos assumidos pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, de qualificar o Sistema Único de Saúde (SUS). Desde o início da atual gestão, há pouco mais de três meses, foi feita uma força tarefa para analisar todos os processos que ainda aguardam posicionamento do Ministério da Saúde. De maio a agosto, foram finalizados 470 pedidos, três vezes mais que o mesmo período do ano passado. Até dezembro deste ano, outros 1.900 processos que aguardam posicionamento da pasta devem ser avaliados, zerando todas as pendências.
“São medidas necessárias para dar um fôlego as entidades beneficentes, que desempenham papel relevante para o funcionamento do sistema público e suplementar de saúde no Brasil, correspondendo a cerca de 60% das internações de média e alta complexidade atualmente”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
Outro apoio que será dado a essas unidades é o novo acordo com a Caixa Econômica Federal, que amplia o prazo de pagamento das Operações de Crédito das entidades filantrópicas para até 120 meses e com até 6 meses de carência. Antes, o limite era de 60 meses. Dessa forma, as organizações conseguem antecipar os recursos a receber do Ministério da Saúde referentes aos serviços ambulatoriais e internações hospitalares prestados ao SUS. Além disso, o crédito fica limitado à margem financeira disponível para cada instituição, não podendo ultrapassar 35% do faturamento total da entidade nos últimos 12 meses junto ao SUS. Antes, essa porcentagem estava limitada em 30%.
O Governo Federal também está investindo na inserção de ações prioritárias de saúde no conjunto de critérios para a comprovação da prestação de serviços ao SUS para certificar as entidades beneficentes. No âmbito do SUS, o setor filantrópico é ainda mais importante, uma vez que executa o maior quantitativo de cirurgias oncológicas, neurológicas e transplantes. Dessa forma, as santas casas e hospitais filantrópicos fortalecem o sistema e passam a oferecer serviços públicos de qualidade, melhorando e ampliando o acesso aos serviços pela população.
A pactuação dessas ações ocorre no âmbito dos Estados e Municípios e abrange as áreas de Atenção Obstétrica e Neonatal, Oncológica, Urgências e Emergências, Usuários de Álcool, Crack e outras Drogas e Hospitais de Ensino. Atualmente, a rede hospitalar beneficente é responsável por 37,98% dos leitos disponíveis no SUS, distribuídos em 6,3 mil estabelecimentos em todo o Brasil. Deste total, 1,7 mil são hospitais beneficentes que prestam serviços SUS e aproximadamente mil são os municípios cuja a assistência hospitalar é formada somente por santas casas e hospitais filantrópicos.
A distribuição das entidades beneficentes pelo Brasil se dá da seguinte forma: 63 estão na região Norte, 512 no Nordeste, 161 no Centro-oeste, 1.406 no Sudeste, região mais populosa do País, e 1.169 no Sul. Em relação aos pedidos de certificação, são 5,6 mil requerimentos atualmente, sendo que 36,51% estão em análise, 63,49% são processos concluídos e 84,85% são processos que tiveram os pedidos deferidos.
ECONOMIA – As medidas de gestão adotadas em pouco mais de três meses pelo Ministério da Saúde somam R$ 857,1 milhões de economia e maior eficiência da utilização dos recursos do SUS. As ações levaram a uma redução de 20% dos custos dos contratos com empresas de tecnologia, mantendo o mesmo escopo dos projetos; redução de 33% dos valores de serviços gerais, como aluguéis e contas de telefones; e queda de até 39% nos preços de medicamentos; além da extinção de 417 cargos.
Agora, parte das verbas também ajudará no apoio às Santas Casas e unidades filantrópicas. No ano passado, só para assistência de média e alta complexidade, essas unidades receberam mais R$ 11 bilhões do Ministério da Saúde.
A economia também possibilitou o financiamento de 99 UPAS que estavam funcionando sem apoio do Governo Federal, o que sobrecarregava o orçamento de estados, municípios e prestadores de serviço. Essa medida atende 100% das solicitações de habilitações e qualificação de UPAs que estão funcionando, mas sem contrapartida do Ministério da Saúde.
PROSUS – As santas casas e hospitais filantrópicos contam ainda com o Programa de Fortalecimento das Entidades Privadas Filantrópicas e das Entidades Sem Fins Lucrativos que atuam na área de saúde (PROSUS), cujo objetivo é, em um prazo máximo de 15 anos, quitar os débitos das entidades aderidas. O programa tem foco nas instituições que estão em grave situação econômico-financeira, que passam a ter concessão de moratória e remissão das dívidas vencidas no âmbito da Secretaria da Receita Federal do Brasil e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Em contrapartida, estas entidades devem ampliar os exames, cirurgias e atendimentos aos pacientes por meio do SUS. Além de poderem amortizar suas dívidas, as entidades aderidas ao PROSUS recebem certidões que permitem contratar empréstimo junto a instituições financeiras e pactuar a prestação de serviços ao SUS.
UF
MUNICÍPIO
RAZÃO SOCIAL
MSFÁTIMA DO SULSOCIEDADE INTEGRADA DE ASSISTÊNCIA SOC DE FÁTIMA DO SUL
 Por Gustavo Frasão, da Agência Saúde
Postado por Carlos PAIM

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Fátima do Sul participa da Campanha Nacional de Multivacinação de 19 a 30 de setembro



No dia 24 de setembro acontecerá o “Dia de Divulgação e Mobilização Nacional”

Da Redação
Fátima do Sul participa da Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação da criança e do adolescente no período de 19 a 30 de setembro. No dia 24 de setembro acontecerá o “Dia de Divulgação e Mobilização Nacional”, em que as salas de vacina estarão atendendo o público alvo das 8 às 17 horas.
Neste ano, a campanha tem como objetivo resgatar não vacinados ou completar esquemas de vacinação, visando atualizar a caderneta das crianças menores de cinco anos e crianças de nove anos e dos adolescentes de 10 a menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias), de acordo com o calendário de vacinação. A vacinação será de forma seletiva para a população alvo. Portanto é fundamental a apresentação da caderneta de vacinação para verificar se há necessidade da criança ou adolescente receber a vacina.
Desde 1971 muitos esforços foram realizados para o controle, eliminação e erradicação das doenças imunopreveníveis no país. Uma série de iniciativas e estratégias exitosas foram desenvolvidas, destacando-se o envolvimento das três esferas de gestão nas ações de imunização, o que resultou na erradicação da varíola, febre amarela urbana e poliomielite no Brasil.
Dia D
Conforme a Secretaria de Saúde, as Unidades de Saúde da Família Jardim Tatiane, Vila Educacional, Pioneiro e Culturama estarão atendendo no sábado (24) das 8h às 17h e, durante a semana no período matutino. Nesta ocasião serão ofertadas todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança e do adolescente visando diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis, assim como reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.
Todas as crianças menores de cinco anos, de nove anos e os adolescentes de 10 a menores de 15 anos de idade devem ir a um posto de vacinação, para que a caderneta seja avaliada e o esquema vacinal atualizado, de acordo com a situação encontrada. Estarão disponíveis para esta ação as vacinas do calendário de vacinação da criança e do adolescente.
É importante ressaltar que para as meninas de nove anos e adolescentes de 10 a 13 anos de idade, está disponível a Vacina papilomavirus humano 6, 11, 16 e 18 recombinante (HPV), que será administrada de forma seletiva (primeira ou segunda dose). Meninas que receberam a primeira dose e não completaram o esquema vacinal, mesmo após o período de 6 meses, devem receber a segunda dose. Esta segunda dose pode ser administrada no máximo até 14 anos, 11 meses e 29 dias.  Esta vacina está contra indicada para gestante.
A vacinação em dia é fundamental para o desenvolvimento das crianças. Portanto, os pais ou responsáveis devem levar seus filhos até a Unidade de Saúde, com a carteira de vacinação.

Postado por: carlos PAIM

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Caixa Alta

Principais Jornais de Mato Grosso do Sul

Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim.

http://www.ejornais.com.br/jornais_mato_grosso_sul.html


Site do Midiamax News
Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim

http://www.midiamax.com.br/

sexta-feira, 13 de maio de 2016

BOM DIA MS

http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/videos/

Postado por: Ygor I. Mendes

sábado, 7 de maio de 2016

Vídeo de boiada 'gigante' andando em avenida de RO viraliza na internet

Imagens foram feitas por morador de Alto Alegre dos Parecis.

Segundo Idaron, rebanho era composto por mil cabeças de bois.

O vídeo de uma boiada "gigante" andando pela principal avenida de Alto Alegre dos Parecis (RO) está chamando a atenção de internautas nas redes sociais. Gravadas por um morador no último domingo (1°), as imagens mostram vários peões a cavalo tocando mil bois tranquilamente. Em alguns trechos da gravação, os animais sobem em cima de calçadas e chegam a desviar de um caminhão estacionado na via. Até esta sexta-feira (6), mais de 55 mil pessoas já haviam assistido ao vídeo (veja acima).
De acordo com Dalvino Rodrigues de Azevedo, que gravou o vídeo da sacada de casa, a boiada passou pela Avenida Tancredo Neves no último domingo. "Foi bem cedinho. Eu ainda estava dormindo quando ouvi os estalos do chicote e sai para ver", relembra.
Ao G1, o morador de 52 anos disse que esta não foi a primeira vez que uma boiada passa pela avenida. "Uma vez passou cerca de 2 mil cabeças. Deve ser a maior que já vi aqui. Uma vez a boiada estourou e os peões precisaram sair correndo com o cavalo para arrebanhar de novo. É sempre lindo ver essa tradição no interior do estado", conta.
Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Reprodução)Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Reprodução)
Dalvino diz que a boiada costuma passar pela cidade sempre de madrugada ou já no amanhecer do dia, quando não tem ninguém andando na rua. "A prática é comum e linda de se ver", afirma. O morador diz que não esperava tanta repercussão nas redes sociais após a postagem do vídeo. "Fiquei bastante surpreso", ressalta.
Repercussão
Depois que o vídeo foi postado, várias pessoas compartilharam e comentaram a gravação no Facebook. Um usuário brincou com a situação e chamou a cena de um "engarrafamento de churrasco". O trabalho dos peões também arrancou elogios dos usuários: "Eita boiada bonita", disse um homem no comentário do vídeo. "Lindo de mais amei", disse outra internauta.
Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Facebook/ Reprodução)Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Facebook/ Reprodução)
Até esta sexta-feira, mais de 55 mil pessoas já haviam assistido o vídeo gravado por Dalvino.
Autorizado
De acordo com a Agência de Defesa Sanitária Agrossilvipastoril do Estado de Rondônia (Idaron), este tipo de transporte terrestre de animais é permitido. "Para fazer isso, o produtor precisa apresentar o Guia de Trânsito Animal (GTA)", explica Alexandre Marques de Lima, chefe da unidade em Alto Alegre dos Parecis.
Ainda segundo Alexandre, a Idaron também cobra exames negativos para mormo e anemia dos animais. “Sempre que vão passar pela cidade nós os abordamos para verificar essa documentação. Aqui é comum esse tipo de boiada, pois é uma rota boiadeira”, declara.
A boiada filmada em Alto Alegre dos Parecis é composta de mil cabeças. Os animais saíram de uma fazenda do município no dia 1° de maio e o destino final é uma propriedade do distrito de Novo Plano, em Chupinguaia (RO), no Cone Sul de Rondônia. Os bois devem viajar cerca de 150 quilômetros e o trajeto pode durar semanas.
Assista ao vídeo acessando este link :http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2016/05/video-de-boiada-gigante-andando-em-avenida-de-ro-viraliza-na-internet.html
G1GLOBO
Postado por: Ygor I. Mendes

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Parque Nacional recebe tocha olímpica


Mais de 400 pessoas assistiram à passagem do fogo olímpico pela unidade de conservação de Brasília que protege 42 mil hectares do Cerrado. Símbolo dos jogos Rio-2016, a chama olímpica desembarcou na manhã desta terça-feira (3/5) em Brasília. O percurso de 105 km pela capital federal incluiu locais emblemáticos da cidade, como a Esplanada dos Ministérios, a Ponte JK e o Parque Nacional de Brasília (PNB), que recebeu a tocha por volta das 13h30 para um trajeto de aproximadamente 10 minutos entre a piscina Pedreira e a Trilha da Capivara.Veja fotos aqui: https://www.flickr.com/photos/mmeioambiente/sets/Mais de 400 pessoas assistiram à passagem do fogo olímpico pelo parque, entre visitantes, alunos de escolas vizinhas e servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pela gestão do PNB, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA). A chama atravessou a piscina Pedreira através das mãos de Flávia Cantal, representante da Associação Amigos do Parque Nacional de Brasília, para, em seguida, ser transferida para o seu segundo condutor, o servidor do ICMBio Mackinley de Souza. “É uma emoção muito grande participar desse momento histórico e poder representar a causa da conservação da biodiversidade”, afirmou Mackinley.
O servidor, que é cadeirante, falou ainda sobre a questão da acessibilidade. “Acho importante mostrar que a pessoa com deficiência deve estar inserida em todas as atividades coletivas. Eu sou um frequentador do parque, que é um pedaço do Cerrado ao lado da nossa casa”, completou. Após a conclusão do seu percurso, Mackinley entregou o fogo olímpico para Quedson da Conceição, 14 anos, aluno do Centro de Ensino Fundamental 02 da Estrutural. Quedson conduziu a tocha até o jogador de basquete Guilheme Giovannoni, que encerrou a passagem da chama olímpica pelo Parque Nacional percorrendo um pequeno trecho da Trilha da Capivara. Conheça mais sobre os condutores.
REFERÊNCIA COMUNITÁRIAO Parque Nacional de Brasília foi escolhido pelo Comitê Gestor dos Jogos Olímpicos Rio-2016 para fazer parte do revezamento da tocha devido à forte relação com a comunidade e à sua grande importância ambiental. Bastante conhecido pelos atrativos de lazer da área das piscinas (batizada de Água Mineral), o PNB protege aproximadamente 42 mil hectares de flora e fauna típicas do Cerrado, além das principais bacias que forneceram água potável para Brasília.“O Parque Nacional é um símbolo da cidade e representa o desafio do futuro: conciliar desenvolvimento urbano e conservação da biodiversidade. Para o ICMBio é motivo de orgulho participar da passagem da tocha olímpica”, ressaltou Cláudio Maretti, presidente do ICMBio.Para a chefe do Parque, Juliana Barros, os locais selecionados para o revezamento da chama olímpica representam a nossa capital. “A escolha do Parque Nacional de Brasília demonstra a importância desse lugar para a sociedade”, afirmou a gestora da unidade de conservação.Brasília foi a primeira cidade do país a receber a passagem da tocha, que ainda viajará por todo o Brasil, percorrendo 300 municípios, até chegar ao Rio de Janeiro, em 5 de agosto.
MMA
Postado porYgor Mendes Iavdosciac